Pesquisar este blog

08/12/2008

Rainer Maria Rilke (1875-1926)


Rainer Maria Rilke,poeta alemão, nascido em Praga,Tchecoslováquia,e falecido em Valmont,Suíça.

Após uma juventude infeliz,inicia em 1899 uma peregrinação por diversos países,encontrando na Rússia o sentido profundo da solidão individual,um dos fundamentos da temática rilkiana.

Em Paris, foi secretário particular do escultor francês Rodin,que muita influência exerceu sobre sua obra.


mais livros

Rainer Maria Rilke (1875-1926)


Que farás tu, meu Deus, se eu perecer?
Que farás tu, meu Deus, se eu perecer?

Eu sou o teu vaso - e se me quebro?
Eu sou tua água - e se apodreço?
Sou tua roupa e teu trabalho
Comigo perdes tu o teu sentido.
Depois de mim não terás um lugar

Onde as palavras ardentes te saúdem.
Dos teus pés cansados cairão
As sandálias que sou.
Perderás tua ampla túnica.
Teu olhar que em minhas pálpebras,
Como num travesseiro,
Ardentemente recebo,
Virá me procurar por largo tempo
E se deitará, na hora do crepúsculo,
No duro chão de pedra.
Que farás tu, meu Deus?


O medo me domina
.
(Tradução: Paulo Plínio Abreu)


mais livros

Peter Paul Rubens (1577-1640)


Venus e Adonis(1635)
Peter Paul Rubens, pintor flamengo nascido em Siegwen (Vestíalia) e falecido em Antuérpia. Aos 17 anos ornou-se aluno de Verhaecht, e mais tarde estudou com Van Noort e Otto Van Veen. Sua obra tem grande influência deCaravaggio. Rubens possuía um grande ateliê no qual empregava muitos artistas promissores, e ele mesmo mantinha o costume da época de trabalhar em numerosos projetos com a colaboração de outros artistas estabelecidos. Dentre os seus principais assistentes no ateliê estavam Antônio van Dyck, Jacob Jordaens e Frans Snyders. Produziu quandros mitológicos e religiosos, retratos e paisagens de grande força e beleza e em quantidade sem paralelo, sendo a sua magnífica pintura de nus femininos de difícil comparação.Sua obra teve uma dimensão européia, com encomendas de vários dirigentes, incluindo Filipe III e Filipe IV da Espanha, a rainha-mãe Maria de Médici da França e Carlos I da Inglaterra, que ajudaram a divulgar amplamente a sua fama. Também participou cada vez mais da diplomacia de sua época, tendo sido aproveitado pela Arquiduquesa Isabel em várias missões delicadas na Espanha, na França e na Inglaterra, onde foi agraciado cavaleiro por Carlos I, em 1630.A morte da esposa Isabel, em 1626, foi um rude golpe para Rubens, para quem a vivência de felicidade doméstica era essencial ao seu bem-estar. Peter Paul Rubens faleceu em 30 de maio de 1640 e foi sepultado na Igreja de São João, na Antuérpia.

mais fotos

Auguste Rodin (1840-1917)


Rodin,Escultor francês, nascido em Paris e falecido em Meudon

Entre 1854-57 foi aluno da Escola de Desenho e Matemática

(atual Escola de Artes Decorativas).Depois de ter sido reprovado

por três vezes nos exames de admissão,resolve ganhar a vida

como decorador,moleiro e cinzelador.

O cerne da arte de Rodin está no esforço que desenvolveu o

escultor no sentido de ligar intimamente,a Escultura e a Arquitetura.


Entre suas obras mias significativas,destacam-se,"Burgueses de Calais",

"O Pensador","O Beijo","Victor Hugo","Balzac-Homenagem ao Gênio"


mais fotos

Eugène Delacroix (1798-1863)


Pintor françês, nascido em Charenton-Saint-Maurice e falecido em Paris.
Em 1816, começa a estudar no atelier de Pierre Guérin,ingressando
pouco depois na Escola de Belas-Artes, onde sofrerá a influência dos
clássicos italianos e, sobretudo , a de Rubens.
O cromatismo luminoso e passional de Delacroix exercerá forte influência
nos impressionistas e pós-impressionistas,que o definiram como o mais
inpirado dos pintores românticos e um dos maiores coloristas do sécXIX.

mais fotos

Victor Brecheret (1894-1955)




Escultor brasileiro nascido e falecido em São Paulo.
Muito jovem seguiu para a Europa, tendo estudado em Roma
e em Paris,cidade onde se fixou e onde ,com outros artistas ,
fundaria o Salon des Tuileries.Em 1921 regressou ao Brasil
e passou a ser o centro de animação de um grupo de escritores

e artistas-Di Cavalcanti,Menotti del Picchia,Mário e Oswald de Andrade


mais fotos

Sandro Botticelli (1444-1510 )





Pintor italiano nascido e falecido em Florença. Seu verdadeiro
nome era Alessandro di Mariano dei Filipepi.
Na adolescência trabalhou como Filippo Lippi.Em 1472 era
menbro da Irmandade de São Lucas, em Florença. Antes
decorara a Câmara de Comércio local, sob a orientação dos
irmãos Pollaiuolo.
Ilustrou em 1481 uma edição do Inferno de Dante, e no
mesmo ano a encomenda de três obras para a Capela Sistina , em Roma.
A influência de Ollaiuolo e Verrocchio sobre Botticelli é patente: existem reminiscências de "O Rapto de Djanira",
do primeiro ,no "Nascimento de Vênus"(Uffizi,Florença),obra-prima em que se misturam resquícios da mitologia
grega e o ideal da poesia arcádica.
Outra obra-prima é "A Primavera"(Uffizi,Florença) que data de 1476 e foi inspirada em poemas de Oliziano e
Lourenço,o Magnífico, e num texto de Marsílio Ficino.


mais fotos

06/12/2008

Johann Sebastian Bach (1685-1741)


Suíte: Gênero surgido no século 16, é uma peça feita de conjunto de danças, com a alternância das rápidas e das lentas. Hoje, a suíte designa também uma seleção orquestral de trechos de uma ópera ou de um balé.
Johann Sebastian Bach (1685-1741)


Filho de trompetista, nasceu em Einsenach, na Alemanha. Aos 11 anos, perdeu os pais e foi viver com o irmão mais velho, Johann Christoph, que foi também seu primeiro instrutor musical.
Aos 18 anos, foi admitido como criado e violinista da capela privada de Johann Ernst da Saxônia, um dos duques da cidade de Weimar. Nessa época, começaram a aparecer suas primeiras composições.
A obra de Bach, embora seja a expressão máxima do barroco, ultrapassou em muito as fronteiras dessa estética, podendo ser vista também como uma ponte entre o passado e o presente, pois sintetiza várias tendências antigas, além de apontar caminhos para o futuro.
0 legado de Bach - o maior e talvez mais importante monumento da música ocidental ilumina, pela força de sua expressividade, um número cada vez maior de pessoas. Mais de dois séculos após sua morte, a produção desse autor, mesmo nos tendo chegado fragmentada, exerceu poderosa influência sobre grande parte da música posterior.
Apesar de todo o rigor, toda a precisão e complexidade, a obra de Bach não requer conhecimento musical ou ouvidos treinados para ser apreciada. Basta ter o coração aberto para admirar esse grande mestre.


Wikipédia

05/12/2008

Arte

"O Belo é o esplendor da Verdade"- Platão

"O Belo é o que agrada"- Teoria sensorial, pela qual tudo aquilo
que causa satisfação aos sentidos, é belo. As coisas belas em geral
são gratas aos nossos sentidos.Quantas coisas porém, embora
agradáveis ,nada encerram de belas! Ao contrário há muitas
coisas e acontecimentos belos que não são necessáriamente
agradáveis ,tais como os que caracterizam,por exemplo, o chamado
belo-trágico...Santo Tomás, escreveu que "belas são as coisas
que vistas, agradam."

04/12/2008

Dorian Gray


Dorian Gray é um rapaz belíssimo da alta sociedade.
Ele posa para um amigo que é pintor: Basil Hallward.
O retrato fica belíssimo e ao vê-lo Dorian exprime o desejo de que o quadro pudesse envelhecer e ele continuar eternamente com seu rosto jovem.
Mal sabe ele que seu desejo é atendido e que sua vida sofrerá muitas mudanças.




mais livros

Dorian Gray

Dorian tornou-se não apenas modelo de Basil pela sua beleza física (um "Adônis que se diria feito de marfim e pétalas de rosa"), mas também tornou-se uma fonte de inspiração para outras obras e, implicitamente no texto, uma paixão platônica por parte do pintor. Mas o seu retrato, que Basil não quer expôr por ter colocado "muito de mim mesmo", foi sua grande obra-prima.Oscar Wilde

mais livros

Oscar Wilde (1854-1900)


(Oscar Fingal O'Flahertie Wills Wilde) ( 1854-1900)
Nascido em Dublin, é um dos grandes expoentes irlandeses da literatura inglesa.Foi aos 20 anos , educar-se em Oxford. Seu comportamento era extravagante , no entanto, seu talaento superou a fase superficial, florescendo plenamente em suas obras- primas finais, ao ser cortada sua carreira meteórica pelo escandaloso processo de homossexualismo que o levou à prisão. Dedicou-se a diversos gêneros literários , nos deixando pequenas jóias , como O Fantasma de Canterville, O Príncipe Feliz e Outras Histórias(1888), O Crime de Lord Arthur Saville e O Retrato de Dorian Gray (1891).
Li O Retrato de Dorian Gray e fiquei mto impressionada

mais livros

02/12/2008

Luciano Pavarotti (1935-2007)




Luciano Pavarotti (Módena, 12 de outubro de 1935 — Módena, 6 de setembro de 2007) foi um cantor (tenor lírico) italiano, grande intérprete das obras de Donizetti, Puccini e Verdi, dentre outros em seu grande repertório. É reconhecido como o tenor que popularizou mundialmente a ópera.



Se tornou uma das maiores referências de voz erudita do mundo. Filho de padeiro, começou sua carreira no coro de sua cidade, em pouco tempo conquistando notoriedade em toda Europa por seu inigualável talento. Pioneiro na utilização de sua potente voz na música pop, Pavarotti é considerado, ao lado de Plácido Domingo e José Carrera, um dos maiores tenores do mundo.

Wikipédia

Cecília Meireles (1901-1964)

A Poeta da Alma
"Aqui está a minha vida.
Esta areia tãoi clara com
desenhos de andar
dedicados ao vento.
Aqui esta minha voz,
esta concha vazia,sombra
de som curtindo seu próprio
lamento.
Aqui esta minha dor,
este coral quebrado,
sobrevivendo ao seu
patético momento.
Aqui esta minha herança
este mar solitário
que de um lado era amor e
de outro lado esqueçimento."
Cecília Meireles nasceu no Rio, em 7 de novembro de 1901, mesma cidade em que morreu, a 9 de novembro de 1964. A menina foi criada pela avó materna, Jacinta Garcia Benevides
Diplomou-se pela Escola Normal e participou ativamente do movimentode renovação do sistema educacional brasileiro.Fundou em 1934 a
primeira biblioteca infantil do país e, de 1936 a 1938, lecionou Literatura
Brasileira na Universidade do Distrito Federal.
Foi professora de Técnica e Crítica Literária na Universidade de Texas(1940)
e viajou por diversos países.
ecília Meireles é considerada pela crítica como a mais alta expressão da
poesia feminina brasileira em todos os tempos.
Renúncia
Sê o que renuncia
Altamente
Sem tristeza da tua renúncia!
Sem orgulho da tua renúncia!
Abre a tua alma nas tuas mãos
E abre as tuas mãos sobre o infinito.
E não deixes ficar de ti
Nesse último gesto
"Nasci no Rio de Janeiro, três meses depois da morte do meu pai, e perdi minha mãe antes dos três anos. Essas e outras mortes ocorridas na família acarretaram muitos contratempos materiais, mas ao mesmo tempo me deram, desde pequenina, uma tal intimidade com a morte que docemente aprendi essas relações entre o Efêmero e o Eterno. Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento da minha personalidade."Cecília Meireles


mais livros

Claude Monet (1840-1926)



Pintor francês nascido em Paris e falecido em Giverny.

Passou a infância no Havre ,e aos 15 anos granjeara certa

nomeada como caricaturista. O pintor Boudin, de quem

se tornaria amigo, encorajou-o a pintar.
Sofreu a influência do mestre, e sobretudo a de Jongkind.
Em 1859 está de novo em Paris,frequentando primeiro a
Academia Suíça (onde conhece Pissaro), depois o atelier de
Gleyre(no qual encontra Bazille,Renoir e Sisley). Durante
a guerra Franco-Prusciana refugia-se em Londres.Vai em
seguida a Holanda, onde suas paisagens adquirem a feitura
luminosa e cheia de colorido que as caracteriza.De regresso
a França em 1872, instála-se em Argenteuil, num
barco-atelier do qual observa as contínuas mutações da
água e da luz.

Em 1874, Nadar organiza,a suas instâncias,aquela que
viria a ser a primeira exposição impressionista.

A denominação "Impressionismo" deriva inclusive de
um quadro de Monet ali exibido,"Impressão ,Sol Nascente"
tendo sido dada pelo crítico Louis Lerey.
As suas séries mais conhecidas são:"Monte de Feno"(1890),
"Catedrais"(1893-94),"Crisântemos"(1901-04),"Margens
do Tâmisa"(1901-04),Veneza"(1908). Monet faleceu em
avançada idade,após ter vivido os dias heróicos e o triúnfo
e assistido ao malogro final do Impressionismo.

mais fotos